Principal
Advogados
Artistas / Autores
Associações
Auto-Escolas
Beleza / Saúde
Condomínios
Contabilidade
Creches
Diversão / Esportes
Design de Interiores
Identificação
Locação de Veículos
Máquinas de Costura
Marmores / Granitos
Médicos
Portais Diversos
Prefeituras
Produtos Naturais
Toners / Cartuchos
Segurança
Serviços de Internet
Sondagem de Solo
Treinamentos
  
  
  
 
Mulheres de Sucesso
 
21/04/2014
Mulheres de Sucesso
Fundadora da Endeavor, maior ONG de empreendedorismo do mundo, Linda Rottenberg diz que crescer significa profissionalizar e demitir quando necessário
Desafie sua realidade
Em mercados emergentes, o acesso ao capital é limitado. Em 1997, quando Linda Rottenberg fundou o instituto Endeavor, em Nova York, a palavra “empreendedorismo” mal existia nessas regiões. Nos últimos anos, ela conseguiu incluir o termo no vocabulário de 11 países – inclusive no do Brasil, onde a empresa chegou em 2000. O papel da Endeavor, maior ONG de empreendedorismo do mundo, é selecionar futuros empresários e ajudá-los a crescer com o apoio de uma rede de mentores e de programas de desenvolvimento.
 
“As brasileiras devem sonhar com coisas grandes e dividir esse sonho em objetivos acessíveis. Seus aliados são a paixão e a ambição”

Por que você decidiu fundar a Endeavor? 
Minha ficha caiu quando conversava com um taxista em Buenos Aires. Ele era PhD em engenharia, e perguntei: “Por que você não empreende?”. Ele nem conhecia a palavra “empreendedor” e achava que era a mesma coisa que “empresário”. Queria que aquele taxista pudesse me dar uma resposta melhor. 

Os desafios para homens e mulheres empreendedores são diferentes? 
As mulheres encaram desafios adicionais, incluindo a percepção de que podem ser boas como empresárias, mas suas competências não estão associadas ao aumento de escala do negócio. No entanto, percebo que esse cenário começa a mudar graças a mulheres que desafiam suas próprias realidades. 

Quais são os erros mais comuns? 
Os mais comuns costumam acontecer quando o negócio começa a ganhar escala. Crescer significa profissionalizar e demitir quando necessário, mesmo em um negócio familiar. Outro erro tem a ver com a estrutura acionária. Muitas vezes encontramos ótimas empresas que cometeram o erro de ter vendido parte do negócio muito cedo – e chegam à Endeavor com quase nenhuma participação acionária da própria empreendedora. 

Que conselhos pode dar às brasileiras? 
Um dos meus ditados favoritos é “vá ser grande ou vá para casa”. As brasileiras devem ousar sonhar com coisas grandes e surpreendentes, e então dividir esse sonho em objetivos acessíveis. Empreendedorismo pode ser um caminho difícil, não é para todo mundo. Mas, se você resolve ser empreendedora, seus principais aliados serão a paixão e a ambição.
BigBelem
« Voltar
 
Desenvolvido por:
Portal Big Belém - Aqui estão os melhores de Belém!
Rua Arcipreste Manoel Teodoro, 428 - CEP: 66015-240
Batista Campos - Belém/PA
Fone: (91) 3263-0989
Sistema Antistress: